Mercado financeiro reduz projeções para inflação pela 2ª semana seguida

6

08:20 h

Segundo pesquisa do Banco Central, analistas estão mais otimistas com o índice para este e para os próximos anos

Pela segunda semana consecutiva, analistas do mercado financeiro reduziram as projeções para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do Brasil. A previsão para o indicador caiu de 4,43% para 4,40%.

Os dados fazem parte do Boletim Focus, uma publicação semanal na qual o Banco Central reúne as projeções de mais de 100 analistas. O documento traz previsões também para os próximos anos e, até este levantamento, a expectativa é que o IPCA fique dentro da meta até 2021.

Para este ano, o objetivo do Banco Central é deixar o IPCA em 4,5% no fim do ano. Esse valor pode variar entre 3% e 6% e ainda assim será considerado como dentro da meta. Até 2021, o objetivo central deve recuar para 3,75% ao ano.

De acordo com o Boletim Focus, a mediana das previsões do mercado financeiro mostra a inflação em 4,22% em 2019; em 4% em 2020; e em 3,97% em 2021. A pesquisa também faz projeções para o crescimento da economia: 1,36% neste ano; e 2,50% ao ano até 2021.