Espírito Santo é o único estado do País a obter nota A do Tesouro Nacional

26

21:14 h

O Espírito Santo foi o único estado brasileiro a receber nota máxima da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) quanto à capacidade de pagamento. A informação foi obtida nessa terça-feira (6) com base em informações divulgadas no site do Tesouro Nacional. Na edição de 2017, o Espírito Santo também obteve nota A do Tesouro Nacional dividindo o topo do ranking com o Pará.

Para compor o ranking dos estados, a STN avaliou as contas públicas de 2017 com base em três indicadores: endividamento, poupança corrente e liquidez.

Para o secretário da Fazenda do Estado do Espírito Santo, Bruno Funchal, a nota A do Tesouro Nacional demonstra a boa situação fiscal do Estado a partir da avaliação desses  três indicadores. “O Espírito Santo é o Estado brasileiro com os melhores resultados em capacidade de pagamento de sua dívida, capacidade de geração de poupança e capacidade de pagar suas obrigações financeiras com sua disponibilidade de caixa. Mais uma vez essa avaliação é resultado do nosso equilíbrio fiscal”.

A STN usa a nota obtida pelos estados como critério para obtenção de garantias da União para a contratação de novos empréstimos. Dessa forma, somente os estados que obtiverem notas finais A ou B poderão obter o aval do Governo Federal.

Funchal ressalta que a nota do Tesouro Nacional funciona como uma sinalização de  boa gestão. “É um selo de confiança. Nos dá o aval do Governo Federal para a obtenção de linhas de financiamento, com taxas de juros mais baixas, além de ser fator que orienta a atração de novos investimentos para o Estado”, explica.

O secretário destaca que a classificação do Tesouro Nacional reflete aquilo que os capixabas percebem no dia a dia. “Sentimos esse resultado no nosso dia a dia, uma vez que o Espírito Santo tem suas despesas controladas, paga em dia o salário dos servidores e os seus fornecedores e amplia a execução de investimentos com recursos próprios, além de deixar recursos em caixa para o próximo governo, enquanto estados vizinhos não conseguem pagar a folha em dia. Esse é um um legado dessa administração”.

Anúncio – O Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais, que traz o ranking dos estados, será divulgado na próxima semana pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN).