Ministro recomenda tranquilidade na prova do Enem

25

19:58 h

Segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio está marcada para este domingo (11)

ministro da Educação, Rossieli Soares, recomenda que os estudantes tenham muita tranquilidade na segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcada para este domingo (11), em todo o país. “Os estudantes devem ter muita tranquilidade, dormir bem, chegar cedo, ir confiantes para a prova, que vai dar tudo certo”, disse o ministro à Agência Brasil.

Os estudantes inscritos farão neste fim de semana as provas de ciências da natureza e matemática. Para isso, terão cinco horas. O tempo de aplicação dos testes aumentou em relação ao ano passado, quando os alunos tiveram 4h30 para resolver as questões. “[A extensão do tempo] foi pedida por conta da prova, o que foi atendido este ano. Pela primeira vez teremos 30 minutos a mais.”, disse Rossieli.

Ele reforçou as recomendações feitas aos estudantes no primeiro dia de aplicação do exame, domingo passado (4), que levem caneta esferográfica de tinta preta e tubo transparente e que cheguem ao local de prova, que o mesmo, com antecedência. “Chegar cedo é muito importante, para não virar meme [piada na internet]”, brinca o ministro.

Os estudantes devem levar ainda obrigatoriamente um documento com foto. Não serão aceitas carteiras de identidade digitais porque o uso de aparelhos eletrônicos é proibido no exame. A lista dos documentos aceitos está disponível no portal do Enem.

No último domingo, 4,1 milhões de estudantes fizeram o exame, registrando-se o menor percentual de faltosos desde 2009 – 24,9% do total de 5,5 milhões de inscritos. Foram aplicadas provas de linguagem, ciências humanas e redação.

Em dois locais, a prova foi suspensa por falta de energia elétrica: Porto Nacional, no Tocantins, e Franca, em Sâo Paulo. De acordo com o ministro, os estudantes inscritos nas duas cidades deverão participar do segundo dia de aplicação de provas e repor o primeiro dia em dezembro.

Para Rossieli, a aplicação das provas no primeiro dia do Enem “foi sucesso. A parte de logística, vamos repetir, sempre cuidando muito de segurança”. Neste ano, os locais de aplicação do Enem contam com cinco vezes mais detectores de metal. Todos os banheiros passaram a contar com detectores. O exame é monitorado, pela primeira vez, no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional,  além dos centros integrados de comando e controle regionais, distribuídos pelas unidades da Federação.