Operação do Ibama embarga 8 mil hectares em Mato Grosso

30

08:17 h

Em outra ação, entidade desativou quatro serrarias no Pará

Duas operações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) resultaram em embargo de 8 mil hectares de cerrado ilegalmente desmatados em Mato Grosso, evitar a destruição de outros 1.120 hectares na região de Santa Teresinha (MT), na Bacia do Araguaia, e o fechamento de quatro serrarias no município de Novo Progresso (PA).

Com a operação, feita com apoio da Polícia Militar, foram salvas diversas espécies nativas do cerrado, como pequizeiros, que seriam destruídos para a criação de áreas de pastagem. Até o momento, as multas aplicadas em razão das irregularidades já somam R$ 37,4 milhões. Todas as informações obtidas durante a investigação serão encaminhadas ao Ministério Público Estadual (MPE), que fará a apuração no âmbito criminal.

A maior parte da área desmatada fica em um imóvel rural parcialmente invadido por grileiros, que buscavam lotear o terreno. Além disso, a operação identificou propriedades em que a presença de vegetação nativa em áreas de varjão era omitida pelos responsáveis legais, que tinham o objetivo de obter autorização para limpeza de pasto de maneira simplificada.

Pará

Realizada em conjunto com a Força Nacional, a operação no Pará resultou na apreensão de 478 metros cúbicos de madeira ilegalmente extraída da Floresta Nacional do Jamanxim. Os agentes também recolheram três carretas usadas no transporte da madeira e três tratores.