Pastor é morto a facadas quando trabalhava como motorista de aplicativo

DHBF realizou perícia na faca que pode ter sido usada no crime, no carro da vítima e em um telefone celular

Um homem morreu após ser esfaqueado, na noite da última quarta-feira (13), na Rua Eucharia, no bairro de Cabuçu, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A vítima foi identificada como Heraldo Carlos de Souza, que era pastor e estaria trabalhando como motorista de aplicativo no momento do ataque. De acordo com a Polícia Militar, o 20º BPM (Mesquita) foi acionado para “verificar ocorrência de um esfaqueamento em via pública”.

No local, o Corpo de Bombeiros já havia constatado a morte de Heraldo. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada e realizou perícia na faca que pode ter sido usada no crime, no carro da vítima e em um telefone celular. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento do pastor. Nas redes sociais, amigos lamentaram sua morte.

“Que tristeza nos despedirmos do senhor. Deixou legado e muita sabedoria para todos os que o cercaram”, lamentou uma pessoa.

“Meu amigo pessoal, professor de diversas matérias teológicas, também trabalhava como motorista de aplicativo para complementar a renda, foi morto de forma extremamente covarde. Iremos cobrar as autoridades para que esse crime não fique impune”, escreveu outra.
“Que honra foi conhecer o pastor Heraldo, um excelente mestre na palavra. Pastor, amigo, sempre com palavras edificantes”, desabafou mais um amigo da vítima.
Agência O Dia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *