Escolas da rede estadual voltam a funcionar sem rodízio de alunos

Aulas presenciais serão obrigatórias para todos os estudante. Só poderão participar do ensino remoto alunos que apresentarem laudo médico

A partir do próximo dia 11, todos os alunos da rede estadual de ensino do Espírito Santo retornarão ao ensino presencial. Não haverá mais o sistema de rodízio entre os estudantes, no qual parte dos alunos participava das aulas presenciais e a outra parte permanecia no ensino remoto.

A novidade foi anunciada pelo governador Renato Casagrande, no início da noite desta sexta-feira (01), em sua conta no Twitter. Segundo o governador, só poderão participar das aulas de forma remota os alunos que apresentarem laudo médico.

Casagrande ressaltou ainda que a orientação do governo do Estado às escolas municipais e particulares é que adotem a mesma norma.

Rodízio também deve acabar nas escolas particulares

O presidente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe-ES), Moacir Lellis, comemorou a decisão do governo estadual e disse que o sindicato vai orientar as escolas particulares a adotarem a mesma medida, a partir do dia 11.

“Gostaria de parabenizar o governador e sua equipe pela decisão. Estamos com grande parte da população vacinada e o ambiente das escolas é muito seguro, com um índice de transmissão muito baixo. Mas não podemos baixar a guarda e devemos continuar usando máscara, fazendo a higienização com álcool gel e evitando grandes aglomerações”, destacou.

Lellis frisou ainda que a volta de todos os alunos para as salas de aula será importante para o processo de aprendizado deles.

“Os pais querem que seus filhos estejam na escola. O Brasil foi o país que ficou mais tempo com as escolas fechadas nesta pandemia. Nossos jovens não podem ficar tanto tempo assim isolados. Muitas crianças estão desenvolvendo depressão e precisando frequentar psicólogos e psiquiatras, por causa desse isolamento”.

Já as prefeituras da Grande Vitória ainda não informaram se seguirão a orientação do governo do Estado.

Folha Vitoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *