Motorista bate em táxi, diz que é policial, rouba celular e foge

Ao bater na traseira do carro, e roubar o celular da vítima, o suspeito abandonou o veículo e fugiu a pé em direção ao bairro Eurico Salles, na Serra

Um taxista de 46 anos teve o celular roubado após se envolver em um acidente, durante a madrugada desta segunda-feira (23), na BR-101, próximo a reta do aeroporto. Após provocar a batida, o suspeito desceu do carro com uma arma na mão e roubou o celular do taxista.

O acidente aconteceu por volta das 3h45 da manhã. O taxista estava parado no semáforo quando um carro em alta velocidade colidiu na traseira do veículo. De acordo com o motorista do táxi, o homem que causou o acidente, e roubou seu celular, estava com uma arma na mão e se identificou como policial.

“O cara (suspeito) veio numa velocidade enorme e bateu na traseira do meu carro. Desceu meio desnorteado, apontou a arma para mim e me pediu o celular. Ele me disse que era policial e que ele mesmo ligaria para o 190”, contou o taxista.

Após bater na traseira do carro e roubar o celular da vítima, o suspeito abandonou o veículo e fugiu a pé em direção ao bairro Eurico Salles, na Serra. Segundo a vítima, antes de fugir, o criminoso ainda pediu que ele não acionasse a polícia.

Por volta das 5h30 da manhã, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) chegou ao local e constatou que o carro em que o suspeito dirigia estava com documento vencido desde abril de 2017, além de outras 6 infrações que, segundo a PRF, totalizam perda de 43 pontos na CNH.

Com informações Folha Vitoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *