Associação de municípios do ES é notificada para que prefeitos evitem aglomeração em carreatas

Um decreto estadual impõe o fechamento dos setores considerados não essenciais até o dia 4 de abril, por causa do novo coronavírus. Comerciantes pedem a volta do comércio.

(PORTAL G1) – O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público Federal (MPF), notificaram a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) para que os prefeitos adotem, imediatamente, providências para que as carreatas não se transformem em aglomerações de pessoas.

A notificação foi assinada neste sábado (28) após a organização de carreatas pela reabertura do comércio em vários municípios capixabas. No Espírito Santo, um decreto estadual restringe, em alguns casos, e impede a abertura dos setores considerados não essenciais até o dia 4 de abril.

Nesta manhã (28), outros protestos aconteceram. Em Vitória, uma fila de carros saiu da Avenida Dante Michelini, em Camburi. Em Vila Velha, o grupo se reuniu e saiu da Prainha.

Diante da movimentação, o objetivo da notificação é fazer cumprir o decreto e manter o isolamento social a fim de impedir o avanço do novo coronavírus no Estado. Até a tarde deste sábado (28), foram contabilizados 54 casos confirmados da doença em municípios capixabas.

O documento, assinado neste sábado (28), tem natureza recomendatória e premonitória, no sentido de prevenir futuras responsabilidades civis, penais e administrativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *