Onde está a polícia do ES?

13:22 h

Os crimes estão só aumentado, e a população com medo de sair as ruas.

A população do estado do Espírito Santo nos últimos três anos tem passado por momentos de muita insegurança por falta de polícia nas ruas.

Á situação é vista diariamente com vários roubos e assaltos que acontecem nas vias públicas, e também nos comércios.

Antes de acontecer a greve da PM em 2017, a polícia do Espírito Santo era vista como a mais respeitada entre a região sudeste, por cobrar e fiscalizar em rondas ostensivas.

Após essa greve que germinou uma doença chamada câncer, se alastrou em todo o estado, deixando uma população carente e doente por falta de segurança, onde todo o efetivo tem seus salários em dia, e que recebem sem atrasos.

Hoje é vivenciado uma situação vergonhosa dentro da seguranca capixaba, que em todas as cidades tem batido recordes de tantos roubos e muitos assaltos que a população não sabe mais o que fazer.

Exemplo, a cidade de São Mateus, por ser uma cidade no interior, dificilmente se ver patrulhamento ostensivo e abordagens em suspeitos como era antes.

Várias viaturas para quem passa no batalhão estão paradas, com um olhar observador é possível ver, principalmente a noite, que é difícil notar viaturas circulando.

Fica a pergunta, onde está a polícia quando se precisa? Onde está a segurança que é paga com os impostos? Cadê a polícia que era vista como a melhor na região sudeste?

Em fim, um vereador mateense em sua fala na sessão que aconteceu na Câmara de vereadores nesta terca-feira (25), disse, está envergonhado com tantos roubos que vem acontecendo no município, e que não sabe o que fazer para ajudar a população da sua cidade.

Ele ainda ressalta, que o governador poderia resolver esta situação, mas até o momento não se tem uma resposta rápida para tentar acabar com essa violência que assola o povo mateense.

Entre alguns relatos é possível ouvir pessoas dizendo, para que o estado entrega tantas viaturas novas, se não se vê as mesmas nas ruas para dar segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *