Alexandre Garcia é demitido da CNN

Segundo nota da emissora, contrato foi rescindido ‘após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce’, sem eficácia comprovada, contra a Covid

Alexandre Garcia foi demitido da CNN Brasil nesta sexta-feira, 24.

Em nota, a emissora disse que a demissão aconteceu após o comentarista “reiterar a defesa do tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada”.

De acordo com as informações na manhã desta sexta-feira, o jornalista voltou a ter uma fala desmentida pela CNN. Em sua participação no quadro “Liberdade de Opinião”, Garcia comentou as denúncias contra a operadora de saúde Prevent Senior dizendo que os “remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste”.

Ao final de sua participação, ele foi contestado pela apresentadora Elisa Veeck:

“Reitero sempre para vocês que nos acompanham que as opiniões emitidas pelos comentaristas do quadro não refletem necessariamente a posição da CNN. E mais um acréscimo aqui neste fim do quadro de hoje: a CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para prevenir a Covid-19”.

Leia, abaixo, a nota divulgada pela emissora sobre a demissão de Alexandre Garcia:

“A CNN Brasil comunica que rescindiu o contrato com o jornalista Alexandre Garcia nesta sexta-feira (24).

A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada.

O quadro ‘Liberdade de Opinião’ continuará na programação da emissora, dentro do jornal ‘Novo Dia’.

A CNN Brasil reforça seu compromisso com os fatos e a pluralidade de opiniões, pilares da democracia e do bom jornalismo.”

O Antagonista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *