Anitta diz que vai fazer “Ebó” para se proteger de pastores

De acordo com a jornalista Anna Virginia Balloussier, Anitta tem sido tema de conversas entre líderes religiosos.

Na última segunda-feira (02), a funkeira Anitta usou as redes sociais para se pronunciar contra alguns pastores bolsonaristas que estariam orando “contra ela”.

A Folha de S. Paulo publicou uma matéria onde diz que líderes evangélicos estariam depreciando a imagem da artista com o intuito de “vender” Jair Bolsonaro (PL) para o eleitorado jovem nas eleições presidenciais.

O pastor Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, estaria disparando ‘sermões’ contra a funkeira para seus milhares de fiéis em seus templos.

De acordo com a jornalista Anna Virginia Balloussier, Anitta tem sido tema de conversas entre líderes religiosos, a exemplo de Malafaia e André Valadão.

Em sua conta do Twitter, a cantora que segue o candomblé, afirmou que iria fazer um ritual da religião de matriz africana para se proteger.

“Acho que agora vou ter que pedir pra rezar por mim já que estão se reunindo pra orar contra. Que doideira. Eu nem sabia que pastor unia pessoas pra orar contra alguém”, iniciou.

“Já vou fazer um bom de um ebó pra me proteger dessa praga aí”, concluiu a dona do hit Envolver.

De acordo com o Dicionário Online de Português, o Ebó é uma oferenda feita às divindades afro-brasileiras, especialmente a Exu, como pagamento antecipado do favor que se espera dela, e consiste no sacrifício de certos animais ou na oferta de alimentos ou objetos rituais, como velas, moedas e charutos. Pode ser feito sem intenções ofensivas ou como feitiço.

O Fuxico Gospel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You cannot copy content of this page