Grupo Águia Branca terá o primeiro ônibus rodoviário elétrico do Brasil a rodar no Espírito Santo

Modelo tem chassi feito pela BYD, carroceria Marcopolo e será operado em parceria pela Vix Logística e EDP

(AUTOMOTIVE BUSINESS) – O primeiro ônibus elétrico para rotas rodoviárias do Brasil será usado em serviços de fretamento pela empresa Vix Logística nas estradas do Espírito Santo, em um projeto piloto coordenado pela EDP. O veículo possui chassi produzido pela BYD, carroceria Marcopolo Viaggio 1050 e conta com diversas tecnologias de segurança e de assistência ao motorista.

O objetivo desta primeira operação é avaliar o modelo de negócio, as condições e o custo-benefício para uma possível ampliação futura (inclusive em outros mercados e com novos parceiros), além de testar as funcionalidades do sistema.

O projeto, com duração prevista de 18 meses e investimento total de R$ 6,6 milhões, é composto pelo ônibus elétrico e quatro estações de recarga, resultado da parceria entre as empresas EDP (responsável pela gestão do projeto, fornecimento dos serviços de mobilidade elétrica e pela operação dos carregadores), Vix Logística (operadora do ônibus), WEG (recarga rápida das baterias) e Certi (estudos de mercado e análise da viabilidade econômica), e a.

Duas das quatro estações de recarga da WEG ficam nas garagens do grupo Águia Branca (proprietário da Vix) e as outras duas em locais próximos aos clientes da empresa. Estima-se que o carregamento das baterias de íons de lítio do ônibus demore entre 3 e 4 horas (dependendo do nível delas), garantindo autonomia para rodar de 250 km a 350 km. O veículo também tem sistema de regeneração que aproveita a energia gerada nas frenagens para recarregar as baterias.

Produzido pela BYD, o D9F é o primeiro chassi para ônibus elétrico destinado a operações de fretamento em curtas e médias distâncias do País. O veículo conta com dois motores elétricos integrados às rodas do eixo traseiro que produzem o equivalente a 410 cavalos. O modelo em teste tem 12,9 m de comprimento e capacidade para 44 passageiros.

CUSTO OPERACIONAL 70% MENOR

“Este é um projeto pioneiro, que nos permitirá conhecer e avaliar a viabilidade técnico-econômica da eletrificação do sistema de transporte rodoviário de passageiros”, afirmou Kaumer Chieppe, presidente da Vix Logística. “O projeto contará com testes em ambiente real, em linhas selecionadas e nos possibilitará evoluir para a obtenção de custos competitivos em tecnologias alternativas ao diesel para ofertar e gerar valor aos nossos clientes”, completou.

“Investir em mobilidade elétrica é sempre uma forma eficaz e de grande impacto ao meio ambiente; cada ônibus a diesel substituído por um elétrico é um ganho para o planeta”, afirmou Marcello Schneider, diretor da divisão de ônibus da BYD Brasil. “Além de não poluentes, os ônibus da BYD são econômicos, tendo custo operacional 70% menor que o de um ônibus convencional”, acrescentou.

O presidente da Vix Logística lembrou ainda que o veículo contará com uma série de dispositivos de segurança e de assistência ao motorista, como conjunto de câmeras que oferecem visão 360° para facilitar as manobras, sensor de visão térmica, detector de fadiga do motorista, alerta de mudança de faixa, sistema de prevenção de colisões, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *