Homens invadem casa, amarram idosos e levam mais de R$ 30 mil em dinheiro e objetos, no ES

De acordo com a família, os suspeitos já tinham pulado o muro da casa no dia anterior, mas não conseguiram arrombar o portão. A Polícia Civil investiga o crime.

(PORTAL G1) – Um casal de idosos teve a casa invadida por assaltantes em Campo Grande, Cariacica, no Espírito Santo, na sexta-feira (16). Durante o crime, o casal, a filha, uma funcionária e um cuidador foram amarrados, amordaçados e trancados em um quarto escuro. Os criminosos roubaram mais de R$ 30 mil entre dinheiro, joias e celulares.

Câmeras de videomonitoramento flagraram parte da ação dos criminosos. Nas imagens, é possível ver que, enquanto um assaltante já tinha entrado na casa, o outro passava tranquilamente pela rua, dando cobertura ao comparsa.

De acordo com uma das filha das vítimas, que não quis se identificar, os suspeitos pularam o muro e renderam uma funcionária que chegava para trabalhar, no início da manhã.

“Ela disse que foi rendida e eles pediram que ela descesse e abrisse a porta para o outro que estava embaixo. Eles amarraram, amordaçaram, trancaram no banheiro e, antes, colocaram todos no quarto escuro. E foram embora calmamente”.

As gravações também mostram que os criminosos saem do local pouco mais de uma hora depois do início da ação. Primeiro, um deles busca um carro. Depois, para o veículo na porta da casa. O comparsa entra e eles fogem.

Os familiares já sabem que, no dia anterior, a dupla de criminosos também entrou no local. Eles pularam o muro, mas não conseguiram arrombar o portão.

“A gente já tinha contratado mais equipamentos, seria instalado no primeiro horário. Mas eles entraram lá por volta de 5h30 da manhã”, explicou a filha dos idosos.

Ela lamentou que os pais, que têm idade avançada, tenham passado por esse transtorno. “O psicológico fica muito abalado, ainda mais se tratando de gente idosa. Meu pai é cadeirante, amarraram os braços dele, amordaçaram. É muito difícil a gente viver numa situação dessa”, desabafou a mulher.

A Polícia Civil já identificou o carro, que tem placa de Belo Horizonte, Minas Gerais. O delegado André Landeira disse que vai entrar em contato com a polícia mineira para saber mais detalhes do veículo.

“Hoje, nós faremos contato com a Polícia Civil de Minas para saber qual é a situação desse carro lá, porque ele pode ser um clone, ele pode ser um Pokémon [um carro montado a partir de peças de outros carros roubados] ou pode ser realmente um carro de minas que tá circulando aqui”, apontou.

Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *