Chuva causa alagamentos, deslizamentos e quedas de árvores no Espírito Santo

Em Vila Velha, um carro foi parar dentro de um valão, que transbordou. Em Cariacica, uma árvore caiu na fiação elétrica e moradores ficaram sem energia

A chuva que atinge o Espírito Santo desde o último sábado (09) já provocou diversos transtornos em alguns municípios capixabas, como quedas de árvores e de muro, deslizamento de terra, alagamentos, entre outros.

Em Vila Velha, a Defesa Civil registrou pontos de alagamento nos bairros Ibes, Ataíde, Aribiri e Itapuã, além da avenida Carlos Lindenberg.

Nesta segunda-feira (11), um carro foi parar dentro do valão de Aribiri, que transbordou por causa da chuva.

A água suja cobriu o asfalto e a calçada. Mesmo sem conseguir ver direito o que encontraria pela frente, o motorista do veículo se arriscou e acabou caindo no canal.

Outras vias do município também ficaram alagadas, dificultando a passagem de motoristas e pedestres. Um ônibus da Secretaria de Saúde de Domingos Martins apresentou defeito enquanto passava por Nova América.

Além do motorista, estavam no ônibus seis pessoas, entre mulheres e crianças que seguiam para o Hospital Infantil de Vila Velha e para um hospital filantrópico do município. Elas foram resgatadas pela Defesa Civil.

O Rio Marinho também transbordou, impedindo a passagem de veículos. Caminhões e ônibus do Transcol que saíam de Cobi de Cima tiveram de retornar. Uma parte dos motoristas seguiu pela contramão, na avenida Carlos Lindenberg.

Em Cariacica, também houve alagamentos. Ruas de Jardim América, Vale Esperança e Vasco da Gama ficaram tomadas pela água. A Avenida Brasil, em Jardim América, foi uma das atingidas.

Além disso, a Defesa Civil registrou pontos de alagamento na entrada do bairro Cruzeiro do Sul, Vila Palestina, Flexal e Vale Esperança.

Em Vale Esperança, inclusive, uma árvore caiu sobre a fiação elétrica. O trânsito foi interrompido depois que um carro passou pela fiação, que pegou fogo.

Moradores da região ficaram sem energia. Agentes da prefeitura, do Corpo de Bombeiros e da EDP trabalharam para liberar a pista e restabelecer a energia.

Ainda em Cariacica, houve deslizamento de terra na rua Alfredo Couto Teixeira, no bairro Oriente, e na rua Pedro Álvares Cabral, em Alto Lage. Segundo a Defesa Civil, não houve vítimas.

Outra ocorrência registrada pelo órgão, que também terminou sem vítimas, foi um rolamento de bloco, na Rua C, em Alto Mucuri.

Na Serra, uma árvore grande caiu na rua Carlos Pedroni, na Enseada de Jacaraípe, na manhã desta segunda-feira. A via ficou interditada.

Em Guarapari, a Defesa Civil registrou ponto de alagamento na rodovia Jones do Santos Neves, na entrada do município, próximo à Companhia de Trânsito da Polícia Militar. O local foi isolado e a Secretaria Municipal de Obras está verificando o possível desentupimento da rede de drenagem.

No município de Afonso Cláudio, na Região Serrana do estado, um muro caiu no bairro Vila Nova. Não houve vítimas, segundo a Defesa Civil.

Também na cidade, a rua Maria Pádua Soares, no centro, ficou alagada. Já na zona rural, foram registrados problemas nas estradas vicinais na região de Mata Fria. Alguns veículos tiveram dificuldade de trafegar devido à lama.

Ainda na Região Serrana, em Santa Teresa uma árvore caiu e interditou parte da via que liga o município a Fundão. Segundo a Defesa Civil, a árvore já foi retirada do local.

Risco de deslizamento para 14 municípios do ES

A Defesa Civil estadual informou também, em boletim divulgado no final da tarde desta segunda-feira, que há riscos de deslizamentos de terra em 14 municípios do Espírito Santo. Em Cariacica e na Serra, esse risco é considerado alto, segundo a Defesa Civil.

Ainda segundo o boletim, Cariacica foi a cidade capixaba que registrou o maior acumulado de chuva em 24 horas: 153,5 milímetros. Em seguida, aparece Viana (138,2 mm), Serra (136,59 mm), Vila Velha (127,74 mm) e Guarapari (116,14 mm). Ao todo, 36 municípios do estado tiveram chuvas com mais de 50 mm.

Por causa da chuva, a Defesa Civil estadual divulgou que todo o território capixaba se encontra em estado de alerta.

O nível corresponde ao acumulado de chuva observado nos últimos dias e a persistência de condições meteorológicas favoráveis para continuidade das chuvas de intensidade moderada em todo o estado.

A Defesa Civil informou que está monitorando o sistema de informação de desastres no Estado 24 horas por dia, como índices pluviométricos, previsões meteorológicas, avisos e alertas.

Instituto emite novo alerta de chuva forte para todo ES

Na manhã desta segunda, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um novo alerta para acumulado de chuva, com perigo potencial, para todo o Espírito Santo. De acordo com o aviso, pode chover até 100 milímetros por dia.

O alerta é válido até às 10 horas desta terça-feira, feriado de Nossa Senhora Aparecida. Além do Espírito Santo, a área sob alerta compreende todo o Estado do Rio de Janeiro, partes de Minas Gerais, Bahia e São Paulo.

O Inmet alerta para risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios em cidades com tais áreas de risco.

As orientações são para evitar enfrentar o mau tempo, observar alteração nas encostas e, se possível, desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

Folha Vitoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *