Conheça o maior bairro do Rio de Janeiro, Campo Grande

Descubra os atributos desse importante bairro da capital carioca

O bairro de Campo Grande, na cidade do Rio de Janeiro, é o mais populoso e extenso bairro da Zona Oeste da cidade, ficando a aproximadamente 55km do centro da cidade, ou, para sermos mais precisos, da Avenida Rio Branco, uma das mais importantes do município. Segundo estimativas do Censo de 2010, aproximadamente 330 mil habitantes vivem nesse bairro. Isso mostra a enorme demanda e existência de imóveis em Campo Grande no RJ.

Aliás, ele não é somente o bairro mais populoso da capital carioca, mas também o mais populoso de todo o Brasil. Essa localidade abriga prédios e casas e são vários os canteiros de obras com novos condomínios de edifícios. Por essa razão, as ofertas de imóveis vão desde opções novinhas em folha até imóveis usados.

Diante desse cenário, vale a pena saber um pouco mais sobre esse bairro, os seus atributos e as possibilidades no campo do mercado imobiliário.

A história do bairro de Campo Grande no Rio de Janeiro

Conforme já citado anteriormente, Campo Grande é o bairro de maior extensão e com a maior população da cidade do Rio de Janeiro. Para conseguir ter a capacidade de abrigar tamanha quantidade de pessoas, o bairro passou por uma infinidade de histórias e transformações.

Antes que a cidade do Rio de Janeiro fosse fundada, essa região onde hoje é o bairro de Campo Grande era habitada por indígenas de uma tribo chamada Picinguaba. Depois do ano de 1565, esse território começou a fazer parte da grande sesmaria de Irajá.

No entanto, em 1673, toda a região que atualmente equivale a Campo Grande foi desconectada da Sesmaria de Irajá e foi então doada pelo governo colonial a Barcelos Domingos. Ainda nesse mesmo ano de 1673, foi construída a Paróquia de Nossa Senhora do Desterro, um marco da ocupação territorial da região.

Como era comum até então na maior parte do Rio de Janeiro, existia nas terras de Campo Grande o cultivo de cana-de-açúcar, além também da criação de gado bovino. Houve também uma forte influência dos Jesuítas na região.

Apesar de ter ocorrido um empenho gigantesco dos jesuítas em promover a urbanização da região, Campo Grande ficou durante vários séculos restrita a ser um espaço essencialmente rural. Foi apenas no fim do século XVIII que o que recebia o nome de Freguesia de Campo Grande começou a apresentar sinais de prosperidade.

A urbanização se tornou mais intensa em determinadas partes do bairro após a implantação de  uma estação da Estrada de Ferro D.Pedro II, no ano de 1878. Por conta desse transporte ferroviário o acesso e o povoamento dessa área foram facilitados.

A infraestrutura do bairro de Campo Grande

O bairro de Campo Grande, no Rio de Janeiro, possui uma infraestrutura que está em pé de igualdade de um bairro localizado no centro da cidade. Quem mora em apartamento em Campo Grande no RJ ou em residências horizontalizadas, desfruta de uma série de recursos para tornar a sua vida no bairro mais fácil e cômoda.

Em partes pelo fato de Campo Grande atender diversos bairros próximos, ele é dotado de um conjunto extenso de escolas públicas e privadas, entre as coisas pode-se citar o Colégio Nossa Senhora do Rosário, o Bahiense, o Elite e o Monteiro. As universidades disponíveis na área são universidades particulares.

Um exemplo de universidades presentes na localidade é a Estácio de Sá, a Centro Universitário Moacyr Sreder Bastos e a Unisuam. No quesito saúde, o bairro é atendido pelo Hospital Estadual Rocha Faria e os particulares Nossa Senhora do Carmo e Oeste D’Or. Existe ainda uma unidade de pronto atendimento 24 horas e as Clínicas da família estão igualmente abertas.

Quando o assunto é transporte e acesso, há no bairro a Avenida Cesário de Melo, que começa em Senador Vasconcelos e termina em Santa Cruz. Essa via também passa pelo centro do bairro de Campo Grande. Outros acessos de igual relevância são a Estrada do Monteiro e a Estrada da Cachamorra. As duas são caminho para a Barra da Tijuca. Além disso, a Estrada do Mendanha encaminha o motorista para a Avenida Brasil, uma fundamental via expressa da cidade.

Um dos pontos fortes desse bairro carioca é o comércio de rua. Naquele que recebe o chamado Calçadão de Campo Grande, situado na rua Coronel Agostinho, estão lojas de imóveis, farmácias, lanchonetes, brinquedos e vestuários. Ademais, o bairro é suprido com shoppings como o Park Shopping e o West Shopping.

No quesito lazer e entretenimento no bairro, há os dois cinemas contidos nos shoppings presentes no bairro. Além disso, outras opções de lazer e cultura  disponibilizadas nessa área são a Lona Cultural Elza Osborne, o Teatro Artur Azevedo e uma série infindável de praças públicas com quadras poliesportivas.

Em uma área chamada de São Cláudio, uma espécie de sub-bairro de Campo Grande, existe uma pista de skate, cuja inauguração foi em 1978. A localidade tem cerca de 1.300m² e foi considerada por muitos anos como a maior de toda a América Latina.

Campo Grande conta com uma abundância de bares e restaurantes. Os que recebem o maior contingente de público são o Errejota Gourmet, Boteco do Manolo, Stadium, Katsuo, Craque do Pão, Romanella e Espetto Carioca.

O crescimento imobiliário no bairro de Campo Grande

No ano anterior, o crescimento imobiliário em Campo Grande alcançou o somatório de 25%, com aproximadamente 11 mil novas unidades habitacionais. A oferta de casas à venda em Campo Grande no RJ aumentou de forma bastante expressiva.

O crescimento da região é absurdamente grande, um sinal bem evidente de que o progresso está cada vez mais presente na área. Isso certamente demandará da iniciativa privada e sobretudo da pública maiores investimentos em infraestrutura para dar conta desse avanço todo.

Agora você conhece maiores detalhes a respeito desse grande e importante bairro do Rio de Janeiro que é o bairro de Campo Grande. Curta e compartilhe esse post em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie
Conosco.