Ucrânia diz que combate na usina siderúrgica de Mariupol acabou

Há feridos graves entre os soldados ucranianos

Forças da Ucrânia afirmaram hoje (17) ter encerrado uma operação de combate visando defender uma usina siderúrgica localizada na estratégica cidade portuária de Mariupol.

Tropas da Rússia exortaram repetidamente as forças da Ucrânia para que se rendessem e deixassem o sitiado complexo de Azovstal, em meio à intensificação dos combates pelo controle do leste ucraniano. Contudo, as forças da Ucrânia continuaram defendendo seu último reduto na cidade.

O Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia emitiu uma declaração. O documento diz: “a guarnição de Mariupol cumpriu sua missão de combate”. A afirmação se referia às tropas posicionadas na usina siderúrgica. Disse ainda que o comando supremo havia ordenado que as unidades salvassem a vida dos soldados.

Feridos graves

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy divulgou uma mensagem em vídeo. Segundo ele, teve início uma operação para salvar os defensores. “Há feridos graves entre os soldados. A Ucrânia precisa de heróis ucranianos vivos”, declarou.

Já a vice-ministra da Defesa Anna Malyar declarou que 53 soldados gravemente feridos foram levados da usina siderúrgica até um hospital situado em uma cidade controlada pelos russos na região de Donetsk. Ela disse que outros 211 soldados foram evacuados até uma cidade diferente, também sob controle dos russos, através de um corredor humanitário.

Malyar acrescentou que os evacuados podem fazer parte de um futuro acordo de troca de prisioneiros com a Rússia.

NHK

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You cannot copy content of this page