Estudo revela que educação impulsiona mobilidade social no Brasil

18:54 h

A renda dos pais tem pesado menos sobre a renda dos filhos, segundo estudo feito por Daniel Duque, pesquisador da área de Economia Aplicada do Instituto Brasileiro de Economia (FGV IBRE). O resultado indica que filhos de pais pobres viram aumentar as suas chances de ter uma renda maior que a dos pais, apontando que o Brasil progrediu em relação à mobilidade social.

A associação entre a renda das duas gerações caiu 20 pontos percentuais, de 75% para 55%, em 18 anos. O estudo foi realizado com base em quesito especial da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), incluído em 1996 e 2014. Nas duas ocasiões, as pessoas responderam qual era a escolaridade e a ocupação dos seus pais quando os entrevistados tinham apenas 15 anos, permitindo estimar sua renda. Pelo levantamento, a expansão do acesso à educação básica e fundamental teve papel decisivo na melhora da mobilidade.

“Desigualdade de oportunidades pode ter muitas métricas, uma das mais usadas é a associação da renda do pai com a renda dos filhos. Por essa medida, o estudo mostra que caiu a desigualdade de oportunidades. Verificamos que a renda dos filhos é cada vez menos parecida com renda dos pais”, detalhou Duque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie
Conosco.