Polícia Militar Ambiental detém caçadores e apreende armas e munições em São Mateus

Na manhã do último domingo (28), enquanto realizavam desdobramento da Operação “Força e Presença”, policiais militares da Terceira Companhia de Polícia Militar Ambiental detiveram três caçadores armados em flagrante quando saiam do interior de remanescente de mata atlântica localizada na região Norte do Estado.

A abordagem efetuada pelos policiais ocorreu na localidade do Córrego da Ferrugem, zona rural de São Mateus, norte do Espírito Santo, após avistarem uma camionete estacionada em uma estrada de terra. Na ocasião, o motorista agiu de forma suspeita, buscando fugir do local, fato este que motivou a abordagem, sendo localizada no interior do veículo uma arma de fogo (Garruchão) de dois canos, calibre 32.

Após ser abordado, o condutor da camionete foi indagado se havia mais pessoas com ele, sendo informado aos policiais que duas pessoas haviam adentrado na mata situada às margens da estrada para caçar e que também estariam portando armas de fogo. Ato contínuo, os militares realizaram diversas buscas no interior da mata, conseguindo localizar e deter os demais indivíduos G.F.S., e J.M.B. Com eles foram apreendidas duas espingardas de calibres 28 e 36, além de 23 munições intactas e diversos petrechos comumente utilizados durante as atividades de caça e abate de animais silvestres.

Ao serem indagados quanto aos motivos de se encontrarem naquele local, ambos confirmaram aos agentes que estariam praticando caça na região. Os cidadãos detidos e o material apreendido foram encaminhados para 18º Delegacia Regional de São Mateus. Segundo o Comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar Ambiental, o Capitão Fabrício Pereira Rocha, o Norte do Estado do Espírito Santo possui extensas áreas de remanescentes da Mata Atlântica. Apesar da ação de fiscalização diuturna, há pessoas que ainda insistem na prática da atividade de caça. “A Polícia Ambiental sempre conta com inúmeros parceiros para fazer frente a este tipo de crime que devasta nossa fauna silvestre, todavia, nosso maior aliado é a população que exercendo sua cidadania, promove denúncias anônimas”, ressalta o oficial.

Denúncias de crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone do Serviço Disque Denúncia 181 ou por meio do site www.disquedenuncia181.es.gov.br. Não há necessidade de se identificar e o anonimato é garantido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *