PCES deflagra operação para coibir exploração sexual de adolescentes na Grande Vitória

A equipe da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), em conjunto com o Departamento de Investigações Criminais (Deic), deflagrou, nesta terça-feira (15), a 1ª fase da Operação “Escarlate”, que visa a coibir a prática do crime de favorecimento à prostituição de adolescentes da Grande Vitória. Ao todo, 10 mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos cinco municípios da Região Metropolitana.

Durante a ação policial, foram apreendidos três notebooks, oito celulares, quatro HDs externos, dois tablets e um computador. “Chegou ao nosso conhecimento a existência de perfis falsos nas redes sociais, que estavam realizando contato com adolescentes para atraí-los à prostituição. Iniciamos as investigações para identificar os responsáveis por essa prática delituosa e agora esses equipamentos serão periciados e servirão para robustecer a investigação criminal”, explicou o titular da DPCA, delegado Diego Aleluia.

Ainda segundo o delegado, nessa primeira fase da operação foram solicitados apenas mandados de busca e apreensão. “As apreensões servirão para obtermos mais elementos informativos. Além disso, está previsto que outra fase da operação seja realizada nos próximos meses”, ressaltou.

Diego Aleluia ressaltou ainda que denúncias a respeito desse crime podem ser realizadas na DPCA. “Caso algum adolescente tenha sido contatado pelas redes sociais para que se submeta a alguma forma de exploração sexual, pedimos que procure a DPCA para registrar a ocorrência”, frisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *