Bolsonaro fará teste no fim de semana e planeja deixar isolamento se der negativo para Covid

O presidente Jair Bolsonaro teve que cancelar compromissos e se isolar, por recomendação da Anvisa, depois do diagnóstico de Covid-19 do ministro Marcelo Queiroga (Saúde) durante viagem a Nova York para participar da Assembleia-Geral da ONU. Mas ele deverá realizar um novo teste RT-PCR no fim de semana e sair do isolamento se não for detectada a presença do vírus.

O Palácio do Planalto informou nesta quarta-feira (22) que esse mesmo procedimento será adotado por cerca de 50 pessoas que acompanharam Bolsonaro na viagem aos EUA. Todos foram isolados por recomendação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) após Queiroga receber diagnóstico positivo para Covid na terça-feira (21).

O secretário especial de Comunicação Social, André Costa, disse que Bolsonaro seguirá orientações do guia de vigilância epidemiológica do Ministério da Saúde, publicado em abril de 2020.

O texto afirma que pessoas que tiveram contato com infectados pela Covid podem ter isolamento suspenso se realizarem exame laboratorial com resultado negativo. O teste deve ser feito de 5 a 6 dias depois do último encontro com o paciente da Covid, segundo o mesmo guia.

Costa disse que Bolsonaro está no Palácio da Alvorada e “totalmente assintomático”. O presidente e os membros da comitiva devem realizar novo exame entre a noite de sábado (25) e a manhã de domingo (26), afirmou o secretário.

Bolsonaro levou uma comitiva de 18 pessoas a Nova York, mas os integrantes da equipe de apoio também foram isolados.

Após o diagnóstico de Queiroga, que faz quarentena em Nova York, Bolsonaro decidiu fazer reunião de trabalho online e cancelar a ida ao interior do Paraná na sexta-feira (25).

O avião presidencial decolou na noite de terça dos Estados Unidos e pousou em Brasília no início da manhã desta quarta (22). Bolsonaro seguiu para o Palácio da Alvorada, residência oficial.

A Anvisa encaminhou na madrugada desta quarta à Casa Civil as recomendações de isolamento da comitiva. No texto, a agência orienta, entre outros pontos, que “viajantes afetados deverão cumprir o período de isolamento de 14 dias após o último dia de contato com o caso confirmado de Covid-19”. Ela ainda citava o guia do ministério.

Noticias ao Mminuto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *