Bolsonaro: pandemia é, em parte, usada politicamente para derrubar o presidente

O presidente também defendeu a busca por medicamentos para o tratamento da covid-19 e não apenas o “foco” na vacina contra o vírus

Em meio à alta de mortes pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que a pandemia da covid-19 é usada de forma política contra ele. O presidente também repetiu que espera que o Supremo Tribunal Federal (STF) mantenha a decisão de abertura de templos religiosos, mesmo no momento crítico da crise sanitária.

“Não vamos chorar o leite derramado. Estamos passando ainda por uma pandemia, que em parte é usada politicamente não para derrotar o vírus, mas para tentar derrubar o presidente”, disse nesta tarde durante a cerimônia de posse do novo diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu.

Crítico às medidas de fechamento adotadas por governadores e prefeitos, o chefe do Executivo foi favorável à liminar do ministro Kassio Nunes Marques que liberou a realização de celebrações religiosas em todo o País, mesmo em locais com medidas restritivas. “Eu acredito que hoje o Supremo vá dar uma boa resposta no tocante a abertura de templos e igrejas”, afirmou Bolsonaro.

Em seu discurso, o presidente também defendeu a busca por medicamentos para o tratamento da covid-19 e não apenas o “foco” na vacina contra o vírus. Sem entrar em detalhes, ele mencionou que “brevemente” um remédio para a cura do novo coronavírus será apresentado ao mundo.

Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *