Vereadores de São Mateus ES participam de apresentação de estudo da barragem do bamburral na Assenor

17:41 h

Vereadores da Câmara de São Mateus participaram, na manhã desta sexta-feira (17), da apresentação do Estudo Técnico de Viabilidade da Barragem do Bamburral, no auditório da Associação Empresarial do Litoral Norte do ES – Assenor.

Mantenedores, agricultores, técnicos, lideranças, representantes da sociedade civil, do Executivo e Legislativo, participaram do evento para conhecerem o projeto Bamburral: Recuperação e Preservação de Nascentes e Construção de Barragens.

“No dia da visita do Governador Renato Casagrande, quando nos reunimos aqui ele pediu para avançarmos no projeto e colocou o estado à disposição. Não tem uma entidade que está aqui, todos fazemos parte disso”, Afirmou o presidente da Assenor, Natan Beltrame.

Conforme levantamento prévio apresentado pelo engenheiro do Incaper Wellington Secundino, a barragem será construída em um terreno localizado próximo à ponte do Bamburral, na Rodovia Miguel Curry Carneiro (São Mateus x Nova Venécia).

VOLUME DE ÁGUA

“Serão 112 hectares de área alagada e 3 milhões de metros cúbicos de água. Isso daria para abastecer São Mateus por 269 dias em caso de emergência. Temos 19 microbacias no município com água em abundância, só falta melhorar a gestão dos nossos recursos hídricos”, explicou Secundino.

De acordo com a Assenor, ainda falta definir qual ponto da área é viável tecnicamente, o mais baixo ou o mais alto, por conta da influência das águas do rio no período de cheia e pelo fato de existir, logo acima, um terreno residencial próximo área a ser inundada.

DESTINAÇÃO

Em consenso, estabeleceu-se que a barragem será destinada aos agricultores e, em caso de desabastecimento em São Mateus, servirá ao consumo humano, seguindo todo o processo de análise da qualidade da água.“Se não servir para a população, serve para a agricultura”, disse o empresário Jacimar Zanelato.

Para o presidente da Câmara, Jorginho Cabeção, este é o momento de avançar na segurança hídrica de São Mateus. “Parabenizo a Assenor por estar assumindo este papel junto com a gente. Temos que encontrar soluções juntos: executivo, legislativo, entidades e sociedade. Precisamos resolver o problema da água”.

Sobre o abastecimento, Jaciara foi além do tema “barragem”  falou do antigo projeto da Cesan e criticou a falta de investimento na autarquia responsável pelo serviço de água e esgoto. “Eu sou defensora do SAAE, sempre fui. Nenhum prefeito fez pelo Saae ao longo de todo esse tempo”.

“Nós não podemos fazer um projeto para daqui a quinze anos voltar a discutir. Não podemos pensar pequeno, a câmara está aberta à discussão”, disse o vereador Carlos Alberto Gomes.

O vereador Aquiles Moreira citou o modelo de gestão da água e esgoto em Cachoeiro do Itapemirim.  “O sistema de tratamento lá é muito bom e cem por cento privatizado”.

Em sua fala, o vereador Jozail do Bombeiro, disse que o momento é de somar esforços. “Parabenizo a Assenor por essa iniciativa e quanto à Cesan, que o próximo projeto que for mandado para a Câmara, que seja construído juntos. Se é parceria pública ou totalmente privada, não pode ser isolado”, concluiu.

“É muito bom ver a sociedade civil mobilizada. Não dá mais para esperar, o caminho é a reservação de água. O governo quer e a prioridade é a barragem do Bamburral”, revelou odeputado Freitas.

COMISSÃO

Antes do encerramento, a Assenor formou uma comissão para dar continuidade ao projeto, reunindo membros do poder público, entidades e sociedade organizada.

AUSÊNCIA

O prefeito Daniel Santana, não compareceu à reunião, mas enviou a servidora Paloma Pancieri para representá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *