Aplicativo auxilia Sindicatos e Associações

Trata-se do Deepers, App que realiza pericias técnicas de 70 tipos dívidas com bancos, instituições financeiras e terceiros

A tecnologia aliada ao conhecimento de profissionais reconhecidos nacionalmente está possibilitando aos sindicatos e associações a realização de perícias técnicas de dívidas para seus associados. Tudo por meio do aplicativo Deepers, que realiza o recálculo de 70 tipos de dívidas com bancos, instituições financeiras e terceiros. Operações realizadas com toda segurança, agilidade e em conformidade com a Lei do Superendividamento (14.181/2021) – recentemente aprovada pelo Governo Federal.

Este App beneficia tanto o sindicato quanto os seus associados ao gerar receita através da criação de um departamento especializado em perícias que poderá, então, oferecer serviço de recálculo de dívidas de forma prática, eficiente e à um baixo custo, além de possibilitar aos seus associados o conhecimento técnico do valor justo, correto e de acordo com a Lei a ser pago, lembrando também que cada perícia fica pronta entre 7 e 30 minutos.

Isso porque, em muitas situações os bancos ou instituições financeiras cobram taxas abusivas ou juros exorbitantes. “Recursos que a população poderia investir em benefícios próprios (saúde, educação e lazer), mas que infelizmente são utilizados para a quitação das dívidas”, completou Ortiz. “Cada perícia gera um laudo com aproximadamente 250 páginas; documentos hábeis para serem utilizados tanto na negociação extrajudicial, bem como na esfera judicial em processos litigiosos, ações de revisão de contratos de empréstimos e de financiamentos”.

A criação e a fundamentação legal do aplicativo Deepers tem à frente os especialistas em operações legais complexas do Sistema Financeiro Nacional (SFN) e cientistas do Direito, Péricles Landgraf e Henrique Jambiski. Eles também atuam como consultores legais da plataforma e são os mentores intelectuais dos App.

Estudo – A Pesquisa sobre Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), revelou que o número de famílias com dívidas no país chegou à marca 74,6%. Mais informações em www.intelligenttia.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *