Polícia aborda Tesla em alta velocidade e descobre motorista dormindo

Carro estava a mais de 140 km/h com piloto automático; motorista foi multado e denunciado criminalmente

(OLHAR DIGITAL) – A polícia do Canadá flagrou um motorista dormindo dentro de seu Tesla, com o banco completamente reclinado, enquanto o piloto automatico dirigia em alta velocidade. O homem foi acusado criminalmente.

A RCMP Alberta (polícia federal do Canadá) relatou o incidente em sua conta no Twitter. “O carro parecia dirigir sozinho, viajando a mais de 140 km/h com os dois bancos dianteiros completamente reclinados e os ocupantes pareciam estar dormindo”, descreveram os policiais, publicando também uma foto do Tesla Model S.

Apesar de seu nome, o Autopilot da Tesla não é um sistema de direção automática, e sim um conjunto de recursos de assistência ao motorista. Embora tecnicamente o sistema possa dirigir de maneira autônoma em rodovias sem intervenção humana, a Tesla pede que os motoristas mantenham a atenção na estrada e estejam sempre com as mãos no volante, porque nenhuma tecnologia é infalível. A montadora acrescentou também um sistema que exige frequentemente dos motoristas um leve torque ao volante, para que o Autopilot continue ativado.

Entretanto, alguns proprietários de carros da Tesla têm burlado o sistema ao colocar um peso no volante, prática considerada perigosa pelas autoridades (e por qualquer pessoa sensata).

Neste caso, a polícia relatou alguns comportamentos estranhos do veículo, que provavelmente estava no piloto automático. “Depois que o oficial respondente acionou as luzes de emergência em seu veículo, o Tesla automaticamente começou a acelerar. O oficial conseguiu obter leituras de radar do veículo, confirmando que ele havia acelerado automaticamente até 150 km/h”, disse a polícia.

Os policiais afirmaram que o veículo acabou parando, e então o motorista foi multado por excesso de velocidade. Mais tarde, eles decidiram também acusar o homem por direção perigosa, segundo o código penal do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *