Governo do Estado lança Portaria de Certificação das Instâncias de Governança

A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, assinou, nesta quarta-feira (24), a Portaria de Certificação das Instâncias de Governança Regionais do Espírito Santo. A assinatura deste dispositivo legal é um marco no desenvolvimento das ações de gestão do turismo no Espírito Santo. Atualmente só o estado de Minas Gerais tem instâncias certificadas. O documento formaliza a atuação das instâncias de governança regionais do Espírito Santo, organizações com participação do poder público e da iniciativa privada dos municípios componentes das regiões turísticas.

O evento contou com a participação de representantes de todos os municípios do Estado. A vice-governadora enfatizou a importância deste momento para o Espirito Santo. “Nosso foco enquanto governo é trabalhar o desenvolvimento regional e está portaria busca isto. A certificação fortalece as instâncias e integra ainda mais os municípios, conselhos e empresários do setor. Isto com certeza fortalecerá nossos municípios tornando nosso estado cada vez melhor para quem aqui vive como também para os turistas”.

Para o secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, este é um marco para o turismo capixaba. “Este momento é muito importante para o turismo do Espírito Santo. O Estado está dividido em 10 regiões turísticas e as instâncias, compostas por representantes do poder público e da iniciativa privada, são fundamentais para o fortalecimento do setor, elas são parte do grupo, que de forma compartilhada, trabalha na gestão do turismo regional e estadual e precisam ser fortalecidas”.

Com as Instâncias de Governança das Regiões Turísticas certificadas, estas serão as únicas entidades reconhecidas pelo Governo do Estado para executarem as ações ligadas ao Programa de Regionalização do Turismo do Estado.

Regionalização

O Programa de Regionalização do Turismo tem como objetivo promover a convergência e a articulação das ações do Ministério do Turismo e do conjunto das políticas públicas setoriais e locais, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo no Brasil, de forma regionalizada e descentralizada, alinhado aos princípios da Política Nacional de Turismo, estabelecidos pela Lei 11.771, de 17 de setembro de 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *