Turistas poderão fazer expedições ao Titanic em 2021; o mergulho até o local dura de 6 a 8 horas

Um grupo já formado será o primeiro, em 15 anos, a visitar os destroços do navio que foram descobertos por uma equipe liderada por Robert Ballard

Os destroços do navio “Titanic”, que afundou,  após colidir com um iceberg, em 1912, poderão ser visitados durante expedições privadas a partir de maio de 2021. A viagem às profundezas do oceano Atlântico, irá durar oito dias, com um navio partindo de Saint John (Terra Nova, no Canadá) e mergulho de cerca de oito horas até o local dos destroços.

Um grupo de aventureiros, desembolsou o valor de US$ 125 mil (cerca de R$ 720 mil) pelo pacote. As expedições serão realizadas de maio a julho de 2021. Será a primeira vez, em 15 anos, que os destroços do Titanic poderão ser visitados. Os restos do navio foram descobertos em 1985, por uma equipe liderada por Robert Ballard.

De acordo com o Portal UOL, na viagem os passageiros serão acompanhados por um cientista-pesquisador e um piloto, além Stockton Rush, dono da empresa responsável, comandando o submarino especial, capaz de resistir a grandes profundidades e que foi projetado com ajuda da Boeing e da Nasa, a agência espacial americana.

A tragédia do naufrágio do RMS Titanic, que afundou no oceano Atlântico em 15 de abril de 1912, comoveu o mundo, sobretudo por meio do icônico filme do diretor James Cameron, “Titanic” (1997), estrelado por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *